criminal

Notícias

Versão para impressão    Voltar

14/06/2017 - Crime

Caxias: homem é condenado a 29 anos de prisão por assassinato em frente à penitenciária


Sede do MP em Caxias do Sul

Em júri ocorrido nesta segunda-feira, 12, Tiago Moraes Maciel foi condenado a 29 anos de prisão por um homicídio, duas tentativas de homicídio e corrupção de um menor de 18 anos. Atuou na acusação a promotora de Justiça Sílvia Regina Becker Pinto. Tiago segue preso na Penitenciária Industrial de Caxias do Sul.

Tiago Moraes Maciel e Robson Luis Fiorentina Neto, vulgo “Rob”, foram denunciados pela morte de Maurício Lopes do Rosário da Silva e pela tentativa de assassinato de João Carlos Ferreira dos Reis e Nair de Lourdes Maciel. O crime ocorreu no dia 16 de agosto de 2015 na BR-116, bairro Sagrada Família, próximo à Penitenciária Industrial de Caxias do Sul, por volta das 15h.

Na denúncia, apresentada à Justiça pela promotora de Justiça Sílvia Regina Becker Pinto em dezembro de 2015, os crimes foram compreendidos como duplamente qualificados (por motivo torpe e mediante recurso que dificultou a defesa das vítimas).

OS CRIMES

As vítimas haviam ido visitar familiares recolhidos à Penitenciária Industrial de Caxias do Sul naquela tarde. Ao saírem do estabelecimento prisional e dirigirem-se ao carro de João Carlos, foram surpreendidas pelos denunciados que, junto a um adolescente, vinham a bordo de um carro, dirigido por Tiago. Logo depois, Robson desembarcou e passou a atirar contra as vítimas.

A morte de Maurício foi causada por traumatismo cranioencefálico. No mesmo local, também atiraram contra João Carlos e Nair, no entanto, os crimes não se consumaram porque as vítimas não foram atingidas em regiões vitais.

Tiago contribuiu para a prática do crime uma vez que prestou auxílio material e moral para que Robson executasse materialmente a empreitada criminosa. O denunciado, inclusive, dirigiu o veículo que transportou Robson ao local onde foram realizados os delitos, contando com o adolescente que, em solidariedade, acompanhou os agentes à cena das infrações.

O denunciado Robson está preso preventivamente e seu julgamento ainda não tem data definida.


Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul
Av. Aureliano de Figueiredo Pinto, 80 - Porto Alegre - CEP.: 90050-190 - Tel.: (51) 3295-1100
Horário de atendimento ao público externo e funcionamento: 08h30 às 18h00